Calendário Bolsa Família 2021 – Todas as Datas de pagamento

Calendário Bolsa Família

Na última semana, a Caixa Econômica Federal concluiu os pagamentos referentes ao mês de abril do calendário Bolsa Família 2021. O benefício social continua com a mesma metodologia dos anos anteriores, ou seja, realiza os pagamentos na última quinzena de cada mês.

No mês de maio, o depósito da 2ª parcela do Auxílio Emergencial acontecerá entre os dias 18 e 31/05 para os beneficiários.

Muitos brasileiros acreditavam que receberiam a primeira parcela do Auxílio Emergencial ainda no mês de março. Contudo, por conta dos atrasos na aprovação da PEC que liberou os novos pagamentos, não houve tempo suficiente para que o governo colocasse o novo valor na folha de pagamentos.

Com isso, os beneficiários do Bolsa Família começaram a receber o auxílio 2021 no início da segunda quinzena de abril.

O governo federal também falou sobre as mudanças que acontecerão no Bolsa Família em 2021. O presidente da República, Jair Bolsonaro, confirmou essa informação juntamente com o ministro da Cidadania, João Roma, durante entrevista à TV Brasil.

Segundo Roma, o programa será aperfeiçoado e tanto o valor quanto o número de beneficiários receberá um aumento a partir do mês de agosto.

Atualmente, o Bolsa Família tem mais de 14 milhões de famílias em seu cadastro e distribui para elas um tíquete médio de R$ 190,57 mensais. No entanto, tudo indica que haverá um aumento na quantidade de beneficiários.

A ideia do governo era incluir no Bolsa Família uma parte da população que foi prejudicada pelo fim do Auxílio Emergencial. Contudo, como o Auxílio voltou a ser pago, as modificações no Bolsa Família tiveram que ser adiadas.

Calendário Bolsa Família completo em 2021

Tradicionalmente, o governo sempre libera o calendário Bolsa Família de pagamentos nas primeiras semanas de janeiro. Esse ano, por exemplo, o governo liberou o novo calendário no dia 4 de janeiro e definiu o cronograma de todos os depósitos para este ano.

Em abril, os pagamentos com o valor do auxílio emergencial ocorreram entre os dias 16 e 30, conforme o Número de Identificação Social (NIS). Já em maio, o pagamento da 2ª parcela será iniciado no dia 18 e seguirá até o dia 31/05. Veja o calendário completo de 2021 divulgado pelo Ministério da Cidadania:

Calendário do Bolsa Família

Outra informação confirmada pelo governo é que as demais parcelas do Auxílio Emergencial serão creditadas de acordo com o calendário do programa. A 3ª parcela será creditada em junho (entre 17 e 30/06); por sua vez, a 4ª parcela será creditada em julho, entre os dias 19 e 30/07.

O Ministério da Cidadania utilizou as redes sociais para divulgar o calendário Bolsa Família em 2021. Abaixo, veja o calendário em questão:

Calendário Bolsa família

Calendário Bolsa Família para 2021 – Fonte: Ministério da Cidadania.

Como fazer a inscrição no Bolsa Família

Para participar do Programa Bolsa Família, é preciso se cadastrar pelos municípios. Ou seja, o responsável familiar deve ir até o setor responsável pelo cadastramento em sua cidade, que normalmente é realizado pelos Centros de Referência da Assistência Social (Cras).

Contudo, o simples fato de se inscrever não garante a entrada no programa, pois as famílias ainda passam por um processo de seleção informatizada. Nesse processo, será levado em consideração a quantidade de famílias atendidas no município e o limite orçamentário destinado ao Bolsa Família. Ademais, é preciso analisar se a família realmente se enquadra nas regras do programa.

Para fazer parte do Bolsa Família, é preciso comprovar os seguintes dados:

  • Renda por pessoa de até R$ 89,00 mensais;
  • Renda por pessoa entre R$ 89,01 e R$ 178,00 mensais, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

Além disso, para manter a inscrição no Bolsa Família, ainda existem outros critérios que precisam ser avaliados:

  • Se houver alguma gestante na família, deve haver o comparecimento às consultas de pré-natal, sempre de acordo com o Ministério da Saúde (MS);
  • No caso das mães que amamentam, elas precisam participar de atividades educativas ofertadas pelo MS sobre aleitamento materno e alimentação saudável;
  • O cartão de vacinação das crianças de 0 a 7 anos deve estar sempre em dia;
  • Acompanhamento da saúde de mulheres na faixa de 14 a 44 anos;
  • Crianças entre 6 e 15 anos e adolescentes entre 16 e 17 anos devem ter, ao menos, 85% de frequência na escola.

Novo Bolsa Família

Até agora, há pouquíssimas informações sobre o novo Bolsa Família 2021. Após o anúncio da nova prorrogação do Auxílio Emergencial, as novas regras do Bolsa Família ficaram em segundo plano.

No final de fevereiro, o presidente Jair Bolsonaro afirmou em uma live que a nova proposta do Bolsa Família será divulgada em agosto desse ano. A razão para isso é o pagamento das quatro novas parcelas do auxílio emergencial, que será encerrado em julho.

Naquele momento, o então ministro da cidadania, Onyx Lorenzoni, afirmou que as novas regras do programa irão beneficiar aproximadamente 20 milhões de pessoas. Segundo Lorenzoni, entre os beneficiários estará uma parte dos informais que deixaram de receber o Auxílio Emergencial em janeiro de 2021.

Valor do Bolsa Família em 2021

O governo federal ainda não divulgou o valor exato do Bolsa Família em 2021. De acordo com o ministro Lorenzoni, deve haver um aumento no tíquete médio, que hoje em dia tem valor de R$ 190 mensais.

O novo projeto do Bolsa Família já estava pronto e seu anúncio aconteceria em fevereiro, precisando apenas da autorização do presidente da República. No entanto, com o retorno do Auxílio Emergencial, o governo deve elaborar uma nova proposta de reformulação. Esse novo projeto será divulgado no segundo semestre de 2021.

Bolsa Família Caixa Tem

Uma das novidades do Bolsa Família foi a bancarização anunciada pela Caixa Econômica Federal no dia 1º de dezembro. De acordo com o banco, aproximadamente 9 milhões de beneficiários do programa social que ainda não têm conta bancária irão receber o benefício numa conta digital do Caixa Tem.

O Bolsa Família no Caixa Tem será iniciado com os inscritos que possuem Número de Identificação Social (NIS) com final 9 ou 0. A transição foi feita gradualmente e sua finalização aconteceu em março de 2021. Saiba como funcionará a inserção do Bolsa Família no Caixa Tem:

  • Dezembro de 2020: beneficiários cujo final do NIS é 9 ou 0 receberão o crédito do Bolsa Família em poupança social digital da Caixa;
  • Janeiro de 2021: beneficiários cujo final do NIS é 6, 7 ou 8 receberão o crédito do Bolsa Família em poupança social digital da Caixa;
  • Fevereiro de 2021: beneficiários cujo final do NIS é 3, 4 ou 5 receberão o crédito do Bolsa Família em poupança social digital da Caixa;
  • Março de 2021: beneficiários cujo final do NIS é 1 ou 2 receberão o crédito do Bolsa Família em poupança social digital da Caixa. Ademais, o benefício também será entregue para Grupos Populacionais Tradicionais Específicos (indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua).

Os beneficiários do Bolsa Família terão sua conta aberta de forma automática e não haverá nenhum custo. Também não será preciso comparecer a uma agência nem apresentar documentos para fazer uso da conta. Apesar das mudanças, os usuários que optarem por sacar o dinheiro da forma tradicional (via Cartão do Bolsa Família) ainda poderão fazê-lo.

Qual é o telefone do Bolsa Famímia?

Você pode estar ligando para o telefone Bolsa Família 0800 707 2003 do e solicitar informações, tirar dúvidas referentes ao programa ue atende a milhões de de pessoas em todo o Brasil.

Caso você precise usufruir dos benefícios do Governo, deverá cumprir alguns requisitos mínimos como, ser considerado uma pessoa em categoria de pobreza e estar cadastrado em um CRAS da cidade ou região.

Conceitos éticos da Caixa

O conceito ético da Caixa é alicerçado por um conjunto de princípios que norteiam o comportamento e as relações criadas por esse banco.

Basicamente, a Caixa visa conscientizar seus empregados sobre a enorme importância do comportamento ético no cotidiano de trabalho. Assim, a empresa consegue reduzir desvios de comportamento e identificar os riscos e as consequências dos atos antiéticos.

Tradicionalmente, todas as unidades da Caixa seguem os princípios da ética, pois isso faz parte das normas e da cultura desse banco. Ademais, todos os representantes da empresa, do menor ao maior, devem respeitar o comportamento ético e agir perante os valores da moralidade.

Construída há muito tempo, a forte cultura ética da Caixa está enraizada nos negócios e na parte administrativa dessa empresa. A CEF faz questão de prezar pelo respeito, pela responsabilidade social e pela transparência em seus atos.

A Caixa não abandona o seu compromisso com a ética, por conta disso, ela trata seus valores e princípios com grande rigidez. Assim, esse banco cria princípios para que todos os seus representantes respeitem os valores éticos. Dessa forma, todos lutarão pelo sucesso da empresa de um modo justo e respeitoso, sem burlar ou desrespeitar as leis.

Avaliação da Caixa no Reclame Aqui

Numa escala de 0 a 10, a avaliação geral da Caixa no site Reclame Aqui é tão ruim que sequer possui nota. Por conta disso, o Reclame Aqui classificou esse banco como “não recomendado”. Entre maio de 2018 e maio de 2021, a Caixa recebeu 119956 reclamações e respondeu apenas uma, o que deixou muitos reclamantes revoltados.

Se analisarmos o período entre janeiro e dezembro de 2020, essa empresa recebeu 67127 reclamações e respondeu apenas uma. Como o índice de respostas da Caixa é pífio, é muito raro que ela resolva qualquer tipo de reclamação. Por conta disso, o Reclame Aqui colocou esse banco na lista de “não recomendados”.

Quais são as redes sociais da Caixa?

Além do telefone da Caixa e de seus outros canais de atendimento, esse banco possui outra maneira de falar com o seu público: as redes sociais.

Além de mostrar diversas informações, as redes sociais da Caixa trabalham como setores de atendimento. Por exemplo, ao entrar no Facebook desse banco, é possível enviar mensagens e esclarecer as suas dúvidas. Para visitar as redes sociais da Caixa, acesse um dos links abaixo:

Qual é o telefone da Caixa?

O telefone Caixa é 0800 726 0101. Ao ligar para esse contato, você aciona o SAC da Caixa, que está disponível de segunda a sexta-feira, das 09hs às 21hs e, aos sábados, das 09hs às 15hs.

Para quem vive fora do Brasil, o telefone da Caixa é 55 (61) 3533-2000. Esse setor recebe ligações a cobrar e o atendimento dele é em português.

Telefone da Caixa para FGTS e PIS

Para quem precisa falar sobre PIS, FGTS, Cartão Social ou até mesmo sobre o resultado da loteria, o telefone da Caixa é 0800 726 0207. Ao ligar para esse número, você aciona o Caixa Cidadão. Esse setor está disponível de segunda à sexta, das 08hs às 21hs e, aos sábados, das 10hs às 16hs.

Telefone da Caixa – Minha Casa Minha Vida

Se você precisa falar sobre assuntos ligados ao Minha Casa Minha Vida, o telefone da Caixa é 0800 721 6268. Por meio desse contato, é possível fazer reclamações, sugestões e elogios. Além disso, também é possível esclarecer dúvidas sobre o programa. Esse setor está disponível de segunda a sexta-feira, das 08hs às 21hs e, aos sábados, das 10hs às 16hs.

Telefone da Caixa – deficientes auditivos

Para quem é deficiente auditivo e precisa falar com o SAC, o telefone da Caixa é 0800 726 2492. Esse canal de atendimento está disponível 24 horas por dia.

Telefone da Caixa – atendimento comercial

Para falar com o atendimento comercial, o telefone da Caixa é 3004-1105 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 726 0505 (demais localidades).

Por meio desse contato, é possível falar sobre assuntos referentes aos seguintes serviços bancários: extrato via fax, saldos, bloqueio de cartão de débito, desbloqueio de talão de cheques e manutenção de financiamento habitacional. Esse canal de atendimento trabalha de segunda a sexta, das 08hs às 21hs.

Telefone da Caixa – cartão de crédito

Para falar sobre cartão de crédito, o telefone da Caixa é 4004-9008 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 950 9008 (demais localidades). Além do cartão de crédito, esse setor também lida com assuntos comerciais, regularização de dívidas para empresas e suporte tecnológico.

Telefone da Caixa – atendimento negocial

Para acionar o atendimento negocial, o telefone da Caixa é 0800 726 8068. Nesse setor, você pode falar sobre regularização de dívidas e sobre as campanhas de produtos da Caixa. O horário de atendimento é de segunda a sexta, das 08hs às 21hs e, aos sábados, das 10hs às 16hs.